NewRizon logo

Precisando de ajuda
com seu projeto?

Conte um pouco de como podemos te
ajudar no seu projeto:

Precisando de ajuda
com seu projeto?

Conte um pouco de como podemos te
ajudar no seu projeto:
Blog

Data-Driven Education: a gestão educacional orientada por dados

30/11/2023
11:34 am

às

Tópicos

Na era da transformação digital, ouvimos cada vez mais a expressão “data-driven“, ressoando em todos os setores, e na educação não é diferente. Para se destacar e se manter competitiva no atual cenário acelerado e digital, as instituições educacionais precisam não apenas coletar dados, mas também compreendê-los e utilizá-los de maneira estratégica. Organizações que possuem uma visão abrangente de seu panorama de dados estão mais aptas a tomar decisões embasadas, e assim, ter melhores resultados.

Embora durante muito tempo a interpretação e ação baseadas em dados tenham sido restritas a áreas específicas, agora essa realidade está em processo de mudança. No setor educacional, vemos cada vez mais que instituições que ignoram a avaliação de dados para a tomada de decisões podem acabar ficando em desvantagem. O resultado? Tomadas de decisões lentas, processos educacionais ineficientes, alocações inadequadas de recursos, dificuldade em identificar áreas de melhoria, entre outros desafios que podem impactar negativamente o desempenho geral da instituição.

De acordo com a IDC, as organizações com um alto nível de inteligência de dados experimentaram melhorias financeiras 40% superiores e melhorias operacionais 20% superiores, em comparação com aquelas com um baixo nível de inteligência de dados. Nesse contexto, o Data-Driven Education  emerge como a chave para desbloquear o potencial completo das instituições, capacitando-as a competir e prosperar no cenário educacional de hoje. 

O que é Data-Driven Education?

Já ouviu falar em Data-Driven Education? Essa expressão não é apenas um jargão moderno; representa uma revolução na forma como encaramos a educação. Imagine um mundo onde as decisões educacionais não são tomadas ao acaso ou baseadas em opiniões, mas sim alimentadas por dados e análises inteligentes. No coração dessa abordagem está o uso estratégico de dados e análises para guiar cada passo da jornada educacional. Desde o processo de ensino-aprendizagem até a participação e frequência dos alunos, as instituições de ensino têm o poder de transformar informações em ações concretas.

Mas por que isso é tão impactante? A coleta e análise desses dados não são simples números; são ferramentas poderosas para aprimorar a gestão escolar. Imagine personalizar a instituição com base nos perfis de aprendizagem individuais, identificar áreas de melhoria de forma ágil e ajustar estratégias de ensino para atender às necessidades específicas de cada aluno.

A transformação digital não trouxe apenas avanços tecnológicos, mas também destacou a necessidade urgente de uma transformação analítica. Agora, as decisões não são mais guiadas por intuições vagas ou opiniões subjetivas, mas sim ancoradas em dados concretos. Isso não só abre espaço para a criação de métricas que possibilitam um monitoramento constante, mas também para um aprimoramento contínuo que impulsiona a qualidade da educação a patamares inimagináveis.

 

Como aplicar o Data Driven Education?

Como falamos anteriormente, os dados têm o poder de personalizar a experiência de aprendizagem, identificar áreas de aprimoramento e ajustar estratégias de ensino. No entanto, a aplicação eficaz do Data Driven Education vai muito além dessas ideias iniciais. Os dados tornam-se aliados não apenas para avaliar o progresso individual dos alunos, mas para moldar o desenvolvimento do currículo, direcionar recursos de maneira precisa e comunicar triunfos à comunidade educacional.

 

Na Data Driven Education, há três principais etapas envolvidas:

 

Coleta de dados: Aqui, mergulhamos fundo, reunindo todas as informações sobre as avaliações dos alunos e esculpindo um banco de dados robusto. É o primeiro passo para dar vida aos dados.

Análise dos dados: Após a coleta, é hora de aprofundar-se. Identifique padrões, tendências e insights significativos que iluminarão o caminho das decisões educacionais. Ferramentas avançadas, como algoritmos de aprendizado de máquina e inteligência artificial, são aliadas poderosas nesta etapa.

Interpretação dos resultados: A análise completa não é suficiente se não compreendermos o que os dados estão nos contando sobre o desempenho dos alunos, suas necessidades únicas e as áreas onde podemos evoluir. Aqui, entramos no terreno da interpretação, conectando os dados às práticas pedagógicas.

Tomada de decisão baseada em dados: Com conclusões sólidas, é hora de criar ações de melhoria e implementá-las no dia a dia, envolvendo todos os stakeholders no processo educacional. Os dados não ficam apenas em gráficos; eles ganham vida nas mudanças reais que ocorrem nas salas de aula.

Monitoramento contínuo: Depois de implementar as mudanças, é necessário o monitoramento contínuo. Coleta de dados regular, avaliação do progresso dos alunos e ajustes estratégicos são sempre necessários para continuar evoluindo nesse cenário.

data driven education

Professores como estrategistas de dados

No imenso oceano de informações educacionais, onde cada dado conta uma história, como os professores se tornam os verdadeiros estrategistas? Ao trabalhar com dados, esses educadores não apenas personalizam a aprendizagem, mas moldam a conduta e refinam suas metodologias de ensino. Estão sempre construindo novas abordagens enquanto desenvolvem e aprimoram habilidades e competências essenciais.

Estudos ao longo dos anos são claros: conteúdos instrucionais de alta qualidade, adaptados ao estilo de aprendizagem de cada aluno, resultam emum  maior envolvimento e desempenho. O papel dos professores é crucial, pois eles apoiam alunos, personalizam a abordagem e garantem que todos dominem as habilidades e conceitos necessários.

Entretanto, é importante lembrar que os dados são ferramentas que complementam a experiência e a intuição dos educadores, não as substituem. São aliados poderosos, mas nunca vão anular a expertise valiosa de quem está na linha de frente da educação. De fato, uma instituição de ensino que ignora a coleta e análise de dados se arrisca a ficar para trás em um mercado educacional que se atualiza constantemente. Quando os professores navegam por dados claros, organizados e acessíveis, eles não apenas enriquecem suas aulas, mas formulam diagnósticos precisos para suas turmas e alunos individualmente.

Contudo, em um cenário onde diversas tecnologias educacionais coexistem, a tarefa de cruzar dados entre essas soluções pode se tornar uma jornada muito complexa para os professores. Ao invés de facilitar suas rotinas, a sobreposição de dados pode criar obstáculos.

É nesse ponto que a New Rizon entra em cena, oferecendo soluções tecnológicas capazes de organizar todas essas informações. Em nossos projetos, observamos melhorias incríveis em escolas onde houve um plano estruturado de capacitação de educadores, com a construção de uma plataforma de e-learning.

 

E quais são as são as vantagens do uso de dados na educação?

Decifrar o impacto das decisões baseadas em dados na educação é como abrir um baú repleto de possibilidades. E são várias as vantagens que os dados trazem para impulsionar a educação e  isso reverbera diretamente nos alunos:

1. Professores co-criam materiais de aprendizagem com seus alunos

Com dados, os alunos tornam-se colaboradores ativos na criação de materiais educativos. A evolução em tempo real do progresso dos alunos guia a elaboração contínua de recursos, adaptando-se às necessidades em constante mutação.

2. Compreensão detalhada do progresso

A educação baseada em dados oferece aos professores um relatório detalhado sobre o desempenho de seus alunos. Isso não só permite melhorias imediatas, mas também capacita os educadores a identificar e descartar o que não funciona.

3. Facilidade no processo de aprendizado

Com dados como bússola, os professores criam métodos e materiais de aprendizado com base em insights concretos. Os alunos não precisam mais enfrentar testes constantes; em vez disso, absorvem conhecimento de forma mais eficaz por meio de métodos comprovados.

4. Experiência de aprendizagem personalizada

Como os dados ocupam um lugar central num modelo educativo baseado em dados, os professores moldam a experiência de aprendizagem para atender às necessidades individuais, proporcionando uma jornada única para cada aluno.

5. Eliminação da lacuna de conquistas

A educação baseada em dados torna-se ainda mais importante em instituições que apresentam discrepâncias no orçamento e nos recursos disponíveis para oferecer aos alunos uma educação completa. Em vez de buscar soluções fora da sala de aula, as instituições podem analisar insights e  implementar estratégias e garantem que todos os alunos alcancem os mesmos patamares de sucesso.

 

Conclusão

Chegamos ao ponto em que a educação não é apenas sobre salas de aula, mas sobre experiências educativas moldadas por dados. A transformação é tangível, e as melhorias são mais do que drásticas – são revolucionárias. No entanto, navegamos por mares onde a riqueza em dados não é suficiente; é a orientação por dados que realmente faz a diferença.

A coleta de dados, embora crucial, pode adicionar uma carga extra aos educadores já sobrecarregados. A análise e a tomada de decisões baseadas em dados exigem habilidades que geralmente estão além do escopo do treinamento diário na sala de aula. É aqui que entra a necessidade de encontrar não apenas software, mas uma ferramenta que seja acessível, de alta qualidade e capaz de automatizar o processo desde a coleta até a análise de dados. Essa é a chave para instituições que buscam uma transição suave para a era da tomada de decisões baseada em dados. Um software de automação não apenas garante a precisão dos dados, mas também os torna compreensíveis e abrangentes. É a luz no fim do túnel da complexidade, permitindo que educadores concentrem seu tempo no que fazem de melhor: ensinar.

Se a sua instituição está pronta para desbravar esse novo território educacional, não hesite em entrar em contato com nosso time de especialistas hoje mesmo. Orientaremos você pelas soluções que oferecemos, capacitando sua instituição a organizar e automatizar seus dados. Assim, você não apenas fará mais com menos, mas abrirá caminho para uma educação mais eficiente, impactante e sintonizada com o futuro. O amanhã da educação começa agora!

 

  • Carolina Gangorra

    Carolina é Analista de Marketing na New Rizon e especialista em Inbound Marketing e produção de conteúdo. Possui formação em Jornalismo e um MBA em Marketing e Redes Sociais.

O Autor:
  • Carolina Gangorra

    Carolina é Analista de Marketing na New Rizon e especialista em Inbound Marketing e produção de conteúdo. Possui formação em Jornalismo e um MBA em Marketing e Redes Sociais.

Artigos
relacionados:

MVP ou MLP: qual escolher?
No mundo do empreendedorismo e da inovação, a ...
Ler artigo
Indo além da software house: uma jornada de inovação com a North Star Goal
Em um mundo em constante transformação, como uma ...
Ler artigo
Outsourcing: o que é, como funciona e a melhor escolha para seu negócio
No cenário atual, onde a eficiência e a ...
Ler artigo
Entendendo os Horizontes de Inovação com a North Star Goal
A necessidade de inovação Pensar no futuro significa ...
Ler artigo
chatbots
Chatbots: a experiência do cliente na era da inteligência artificial
Nos últimos anos, a ascensão da inteligência artificial ...
Ler artigo
Mulheres na tecnologia: 5 visionárias que marcaram a história
No mundo da tecnologia, onde a inovação é ...
Ler artigo

Precisando de ajuda
com seu projeto?

Conte um pouco de como podemos te
ajudar no seu projeto: